Novo terminal de grãos do Maranhão recebe primeiro carregamento de soja

segunda-feira, 9 de fevereiro de 2015 15:38 BRST
 

Por Gustavo Bonato

SÃO PAULO (Reuters) - O Terminal de Grãos do Maranhão (Tegram), um novo complexo portuário que promete ajudar a desafogar a logística de exportação do agronegócio brasileiro, recebeu no domingo seu primeiro carregamento de soja, abrindo caminho para o despacho dos primeiros navios já em março.

"Foi o primeiro caminhão (com soja) no complexo. É uma novidade muito importante para o cenário do agronegócio", disse nesta segunda-feira à Reuters Luis Neves, o diretor de operações no Brasil da multinacional norte-americana CHS, uma das sócias do Tegram.

A CHS tem 25 por cento de participação em um dos quatro grandes armazéns que formam o terminal. Os outros 75 por cento são da NovaAgri.

O segundo armazém, da Glencore, começa a receber soja dentro de 15 a 20 dias, disse o executivo responsável pelo consórcio do Tegram, Luiz Claudio Ferreira dos Santos.

"Até o início de março teremos três armazéns funcionando. O quarto deles fica pronto no final de março", disse Santos.

Os outros dois armazéns são da CGG Trading e do Consórcio Crescimento (uma joint venture entre Amaggi e Louis Dreyfus [AKIRAU.UL]).

Segundo Santos, a expectativa é que o Tegram consiga exportar cerca de 2 milhões de toneladas de soja e milho ainda em 2015.

Havia uma expectativa inicial de que o novo complexo começaria a exportar em 2014, com grãos da safra passada.   Continuação...