Novo representante dos funcionários defende papel social da Petrobras

segunda-feira, 9 de fevereiro de 2015 19:07 BRST
 

Por Marta Nogueira

RIO DE JANEIRO (Reuters) - O funcionário da Petrobras eleito para representar os trabalhadores no Conselho de Administração da companhia, Deyvid Bacelar, defendeu nesta segunda-feira o papel social da petroleira, disse ser contra a redução de investimentos com demissões e a favor da contratação de empreiteiras brasileiras pela estatal.

Eleito com quase 60 por cento dos votos, Bacelar é coordenador-geral do Sindipetro Bahia, e tem o apoio da Federação Única dos Petroleiros (FUP), historicamente ligada ao PT.

Apesar disso, o sindicalista reforçou em entrevista à Reuters seu compromisso de "independência e autonomia diante do governo e do patrão".

Bacelar venceu em segundo turno, cuja apuração terminou nesta segunda-feira, o atual conselheiro representante dos trabalhadores, Silvio Sinedino.

O novo conselheiro da Petrobras será empossado após a próxima Assembleia Geral de Acionistas, quando também serão definidos outros conselheiros.

A nomeação acontece em um dos momentos mais delicados já enfrentados pela petroleira estatal, quando executivos e ex-executivos são acusados de participar de um esquema de corrupção que teria desviado recursos da empresa para subornar pessoas e favorecer partidos políticos.

Antes da renúncia da então presidente Maria das Graças Foster e de cinco dos sete diretores da companhia, executivos da empresa já haviam informado que os investimentos da empresa serão reduzidos, diante da dificuldade para obter financiamentos devido à crise de confiança gerada no mercado.

Bacelar se posicionou contra a retirada de investimentos em campos maduros, como no Nordeste, sua região de atuação.   Continuação...

 
Logotipo da Petrobras é refletido na janela da sede da companhia em São Paulo. 06/02/2015 REUTERS/Paulo Whitaker