Ações do UBS recuam após alerta sobre impacto da alta do franco suíço

terça-feira, 10 de fevereiro de 2015 07:25 BRST
 

ZURIQUE (Reuters) - O Grupo UBS alertou para o impacto da alta do franco suíço e das taxas de juros negativas na Suíça e na zona do euro, o que fazia suas ações recuarem mais de 3 por cento no início dos negócios desta terça-feira.

O maior banco da Suíça disse que uma iniciativa repentina do banco central de abandonar um limite para o franco, que fez a moeda disparar e deve dificultar a vida de empresas financeiras suíças e exportadoras, terá implicações negativas.

"O maior valor do franco suíço em relação a outras moedas, especialmente o dólar norte-americano e o euro, e as taxas de juros negativas na zona do euro e na Suíça colocarão pressão sobre nossa rentabilidade e, se persistirem, em alguns de nossos níveis almejados de performance", disse o banco em comunicado nesta terça-feira.

O alerta veio com a queda sequencial dos lucros de todas as unidades do banco suíço exceto seu banco de investimentos, que teve lucro antes de impostos de 367 milhões de francos suíços (398 milhões de dólares) após perda no terceiro trimestre.

O banco disse que o lucro líquido do quarto trimestre de 2014 foi de 963 milhões de francos, superando os 937 milhões de francos que analistas haviam previsto, segundo pesquisa da Reuters.

As ações do UBS recuavam 3,54 por cento às 07h23, no horário de Brasília, apesar do banco ter prometido seu maior pagamento a acionistas desde a crise financeira e ter comentado que vê um início "sólido" para 2015.

O braço de gestão de fortunas do UBS, colocado no centro da estratégia do banco em uma restruturação com três anos de duração, registrou 3 bilhões de francos em novos recursos líquidos, menos de um terço do resultado do último trimestre.

(Por Joshua Franklin e Katharina Bart)