Ministro da Defesa da Grécia diz que país tem plano B se UE for rígida sobre acordo

terça-feira, 10 de fevereiro de 2015 09:51 BRST
 

ATENAS (Reuters) - O ministro da Defesa grego, Panos Kammenos, disse que caso a Grécia não consiga alcançar um novo acordo sobre sua dívida com a zona do euro o país pode procurar ajuda em outros lugares.

"O que queremos é um acordo. Mas caso não haja acordo -esperamos (que haja)- e se virmos que a Alemanha continua rígida e quer despedaçar a Europa, então temos a obrigação de ir ao plano B. O plano B é conseguir financiamento de outra fonte", disse ele num programa na televisão grega exibido no começo desta terça-feira.

"Poderiam ser os Estados Unidos na melhor das hipóteses, poderia ser a Rússia, poderia ser a China ou outros países", disse ele.

Kammenos é o líder do Gregos Independentes, um partido nacionalista antirresgate que é o parceiro do partido radical de esquerda Syriza, do primeiro-ministro Alexis Tsipras, na coalizão governista.

A Grécia está buscando um novo acordo sobre dívida com a zona do que euro que permitia ao país se livrar de boa parte da austeridade imposta por um resgate da União Europeia e do Fundo Monetário Internacional desde 2010.

A zona do euro, particularmente a Alemanha, não mostrou qualquer disposição em aliviar a exigência de que a Grécia faça reformas econômicas e cortes orçamentários profundos.

(Por Angeliki Koutantou)