Lanworth reduz estimativa da safra de soja do Brasil 2014/15 a 94,5 mi t

quarta-feira, 11 de fevereiro de 2015 12:55 BRST
 

SÃO PAULO (Reuters) - A consultoria norte-americana Lanworth estimou nesta quarta-feira a safra de soja do Brasil 2014/15 em 94,5 milhões de toneladas, uma queda de 2 por cento ante a previsão anterior, feita em janeiro.

A condição de chuvas abaixo da média em diversas regiões em janeiro e novos dados de satélite indicaram reduções na produtividade em Goiás, oeste de Minas Gerais e sul de Mato Grosso do Sul, disse a Lanworth.

"Os níveis de chuva ao fim de janeiro ficaram em geral menores do que o previsto e o tempo quente e seco persistiu em boa parte do Brasil central", disse a empresa em relatório.

Na semana passada, técnicos da consultoria coletaram amostras de soja em 128 pontos de Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e Paraná.

"Nossas observações de campo em Goiás parecem consistentes com impactos moderados da seca, com densidade de grãos caindo para 2.469 grãos por metro quadrado, 16 por cento abaixo da densidade observada na expedição anterior no Estado, em 2011, sob condições favoráveis de clima", disse a Lanworth.

Em Mato Grosso, no entanto, os dados indicaram uma densidade de grãos relativamente alta, de 2.952 grãos por metro quadrado.

No norte do Paraná, o potencial de produtividade também foi limitado por elevadas temperaturas em janeiro e por um período de duas a três semanas de poucas chuvas, apesar da média relativamente alta de precipitações no total do mês.

Já a produção de milho do Brasil foi estimada em 75,5 milhões de toneladas, ajuste de menos de 1 por cento ante relatório anterior, devido ao tempo excessivamente quente e seco em janeiro em Goiás e Minas Gerais, importantes produtores de milho de primeira safra no país, disse a Lanworth.

A Lanworth é uma marca da Thomson Reuters Commodities Research and Forecasts.

(Por Gustavo Bonato)