Via Varejo registra avanço no lucro ajustado, na esteira de melhor desempenho operacional

quinta-feira, 12 de fevereiro de 2015 08:37 BRST
 

SÃO PAULO (Reuters) - A companhia de móveis e eletroeletrônicos Via Varejo viu a melhora do seu desempenho operacional guiar um salto no lucro do quarto trimestre em bases ajustadas, com ganhos de eficiência compensando o modesto avanço de vendas no período.

Entre outubro e dezembro, o lucro líquido ajustado da companhia que opera as marcas Pontofrio e Casas Bahia cresceu 40,7 por cento sobre um ano antes, a 371 milhões de reais.

Já a geração de caixa medida pelo lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda) ajustado teve alta de 37,7 por cento, a 794 milhões de reais, com a margem líquida ajustada passando a 12,4 por cento, aumento de 3,2 pontos percentuais sobre igual trimestre de 2013.

A companhia chamou a atenção para "iniciativas de melhoria de eficiência em logística e montagem, crescimento de serviços e serviços financeiros, sinergias com o grupo e das novas fontes de receitas, que não estavam estabelecidas no quarto trimestre de 2013".

Os números desconsideram receitas operacionais extraordinárias que impulsionaram o resultado da companhia um ano antes, fortalecendo a base de comparação. Sob a inclusão desse efeito, o lucro líquido da Via Varejo recuou 53,7 por cento, a 356 milhões de reais, e o Ebitda caiu 38,9 por cento, a 771 milhões de reais.

Em comentário sobre o desempenho, a Via Varejo também ressalvou que o Ebitda ajustado contou com um impacto líquido de 66 milhões de reais por créditos fiscais.

Os avanços se deram a despeito de um modesto crescimento da receita líquida, que subiu 2,7 por cento no trimestre na comparação anual, a 6,4 bilhões de reais, em dado que já havia sido divulgado em janeiro pelo grupo controlador GPA.

As vendas em mesmas lojas, que consideram os pontos abertos há mais de um ano, subiram 1,5 por cento sobre os mesmos meses de 2013.

A companhia encerrou o ano com 58.387 funcionários em tempo integral, ante 60.991 ao fim de 2013, uma redução de 2.604 trabalhadores.

(Por Marcela Ayres)