Commerzbank alerta investidores sobre mais encargos legais

quinta-feira, 12 de fevereiro de 2015 10:36 BRST
 

FRANKFURT (Reuters) - O Commerzbank disse a investidores que se preparem para encargos jurídicos maiores conforme negociações com autoridades norte-americanas acerca de supostas violações de regras se aproximam de uma conclusão, depois que o banco acrescentou meio bilhão de euros às suas reservas jurídicas em 2014.

O Commerzbank anunciou nesta quinta-feira que reservou 1,4 bilhão de euros (1,6 bilhão de dólares) no total para potenciais custos, relacionados em parte às negociações com autoridades dos Estados Unidos acerca de supostas violações de sanções originadas em transações com o Irã e fraude contábil na japonesa Olympus.

Os custos legais em alta ameaçam travar o plano do presidente-executivo, Martin Blessing, para recuperar a saúde do Commerzbank após o banco estar pronto para entrar num acordo com reguladores e promotores dos Estados Unidos no final do 2014.

"Devemos ver um acordo logo", disse o vice-presidente financeiro, Stephan Engels, após o banco divulgar um lucro líquido maior que o esperado de 77 milhões de euros (87 milhões de dólares), em parte por provisões para perdas com inadimplência menores.

Engels disse que parte dos encargos jurídicos ainda podem ser contabilizados na demonstração financeira de 2014, depois que o banco já havia adicionado 484 milhões de euros às suas provisões legais para o ano.

(Por Thomas Atkins e Arno Schuetze)