Ibovespa avança com Petrobras e bancos; Kroton dispara 14%

quinta-feira, 12 de fevereiro de 2015 17:51 BRST
 

Por Paula Arend Laier

SÃO PAULO (Reuters) - A Bovespa subiu forte nesta quinta-feira, com destaque para o setor de educação na expectativa de anúncio de medidas para o Fies, enquanto investidores também aprovaram declarações do novo presidente da Petrobras sobre corte de investimentos.

O Ibovespa avançou 2,68 por cento, a 49.532 pontos. O volume financeiro do pregão somou 6,5 bilhões de reais.

O quadro externo apoiou o otimismo, diante de notícias de estímulos na Suécia e um acordo de cessar-fogo entre Rússia e Ucrânia. Em Wall Street, o S&P 500 subia 0,8 por cento.

"O mercado acompanhou o mercado externo e algum alívio com a sinalização da Petrobras com redução de investimentos e de soltar o balanço auditado bem antes do prazo máximo", observou o gestor Joaquim Kokudai, sócio na JPP Capital Gestão de Recursos.

Em entrevista ao jornal Valor Econômico, o presidente da Petrobras, Aldemir Bendine, disse que a empresa vai vender ativos e cortar investimentos e descartou nova capitalização. As ações da estatal subiram mais de 5 por cento.

Kroton saltou 14,5 por cento e Estácio subiu 10,6 por cento. Fora do índice, Ser Educacional e Anima Educacional evoluiram 14,35 e 10,1 por cento, nesta ordem.

O mercado passou o dia na expectativa do anúncio da data para a volta das recompras mensais de créditos do Fundo de Financiamento Estudantil para 2016 ou 2017, além da reabertura do sistema para novos alunos, o observou a equipe da corretora Brasil Plural.

Em nota a clientes, referindo-se a possíveis mudanças na portaria normativa 23, que alterou o número de repasses de financiamento às companhias de educação, o BTG Pactual escreveu que as empresas parecem mais confiantes num desfecho positivo.   Continuação...