Economia alemã surpreende com crescimento forte no 4º tri

sexta-feira, 13 de fevereiro de 2015 07:22 BRST
 

BERLIM (Reuters) - A Alemanha cresceu 0,7 por cento no quarto trimestre de 2014, muito acima do esperado, com a demanda doméstica ajudando a levar a expansão no ano todo a 1,6 por cento e levantando esperanças de um 2015 forte.

O PIB trimestral superou não apenas a mediana das expectativas de uma alta de 0,3 por cento em pesquisa da Reuters, como também todas as projeções individuais. A taxa de crescimento em 2014 ficou acima da estimativa de janeiro da Agência de Estatísticas de 1,5 por cento.

"Isso é inesperado. A recuperação econômica na Alemanha começou muito mais cedo do que o esperado. Alguns falaram de possível recessão após o verão (do hemisfério norte), mas em vez disso a Alemanha se recuperou. O fato de o crescimento vir principalmente da economia doméstica dá fortes bases para otimismo", disse o economista do Unicredit Andreas Rees.

"Graças ao final forte de 2014 temos uma chance maior de ver crescimento mais forte do que o esperado neste ano, o que ajudará o resto da zona do euro."

Dados não ajustados mostraram que a economia cresceu 1,6 por cento no quarto trimestre sobre o ano anterior, também superando a expectativa em pesquisa da Reuters de expansão de 1,0 por cento. O crescimento no terceiro trimestre foi confirmado em 0,1 por cento.

"Em comparação com o trimestre anterior o ímpeto positivo veio principalmente da economia doméstica. As famílias em particular elevaram os gastos de novo de forma significativa", disse a Agência de Estatísticas.

Com a inflação anual em mínimas de mais de cinco anos, queda dos preços do petróleo e taxa de juros baixa, os alemães estão preferindo gastar do que poupar.

(Reportagem de Alexandra Hudson)