Ministro do Desenvolvimento não vê tratado tributário com EUA no curto prazo

sexta-feira, 13 de fevereiro de 2015 07:43 BRST
 

Por Krista Hughes

WASHINGTON (Reuters) - O ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Armando Monteiro, afirmou na quinta-feira que não vê muita chance de fechar um acordo sobre um tratado tributário com os Estados Unidos no curto prazo.

Em entrevista durante visita a Washington, sua primeira ao exterior como ministro, Monteiro disse que a dupla taxação, que foi discutida durante reunião com o Representante de Comércio dos EUA, Michael Froman, é uma questão complicada.

Um acordo tributário eliminaria a dupla taxação de receita, algo que atualmente desestimula as empresas norte-americanas interessadas em investir no Brasil.

"Não vejo muita possibilidade de avançar mais com essa questão no curto prazo", disse ele, após conversar com autoridades dos EUA, com foco em facilitação comercial e convergência regulatória entre os dois países.

Monteiro não mostrou muita esperança de resolver a questão durante uma visita presidencial, destacando que não há data determinada para a presidente Dilma Rousseff visitar os Estados Unidos.

Mas ele afirmou que pode haver progresso em outras questões, como por exemplo em relação às exportações de carne bovina aos EUA.

"Essas condições existem e estão presentes para um avanço em um acordo", disse ele.

Ele descartou a possibilidade de um escândalo de corrupção envolvendo a estatal Petrobras poder minar o investimento de empresas norte-americanas na maior economia da América Latina, dizendo que há muitas oportunidades, particularmente em infraestrutura.