Economia da zona do euro acelera graças a "raio" alemão

sexta-feira, 13 de fevereiro de 2015 10:40 BRST
 

Por Philip Blenkinsop e Alexandra Hudson

BRUXELAS/BERLIM (Reuters) - O crescimento econômico da zona do euro acelerou inesperadamente no último trimestre de 2014 uma vez que o maior membro do bloco, a Alemanha, teve expansão a um ritmo mais que duas vezes maior que o esperado.

A estimativa preliminar divulgada nesta sexta-feira pela agência de estatísticas da União Europeia, a Eurostat, mostrou que a economia dos 18 países que compartilham o euro cresceu 0,3 por cento entre outubro e dezembro ante o trimestre anterior.

Uma pesquisa da Reuters com 51 economistas havia projetado um crescimento de 0,2 por cento, o mesmo ritmo do terceiro trimestre.

Na base anual, o crescimento da zona do euro alcançou 0,9 por cento no quarto trimestre, também 0,1 ponto percentual acima do esperado.

A maior economia da zona do euro, a Alemanha, teve um desempenho claramente melhor, crescendo 0,7 por cento no trimestre, muito acima das expectativas de 0,3 por cento de alta.

O número marcou um retorno à sólida expansão na Alemanha depois de dois trimestres próximo de zero, impulsionando a taxa de crescimento no ano passado inteiro para 1,6 por cento.

A demanda doméstica tirou a Alemanha do marasmo do meio do ano e fez com que ela alcançasse crescimento de 1,6 por cento em 2014. A Agência de Estatísticas disse que uma retomada significativa nos gastos de famílias ajudou a superar a desaceleração do verão.

"Isso é um raio", disse o economista do UniCredit Andreas Rees. "Alguns falaram de possível recessão após o verão (do hemisfério norte), mas em vez disso a Alemanha se recuperou. O fato de o crescimento vir principalmente da economia doméstica dá fortes bases para otimismo".   Continuação...

 
Símbolo do euro visto na sede do Banco Central Europeu (BCE) em Frankfurt. 02/09/2013 REUTERS/Kai Pfaffenbach