3M pode remover ativos venezuelanos de balanço contábil

sexta-feira, 13 de fevereiro de 2015 14:05 BRST
 

(Reuters) - A 3M, fabricante de produtos diversificados, disse que pode remover ativos na Venezuela dos balanços contábeis por problemas relacionados a trocar a moeda do país, o bolívar.

As operações da 3M na Venezuela são pequenas, representando menos de 1 por cento do lucro operacional consolidado em 2014. A companhia disse que os recebíveis relacionados à Venezuela são menos de 20 milhões de dólares.

"A necessidade de desconsolidar as operações da subsidiária venezuelana da companhia pode resultar da falta de permutabilidade" de sua moeda, "em conjunto com uma aguda degradação da capacidade de tomar decisões operacionais importantes devido às regulações governamentais na Venezuela", disse a 3M em seu relatório anual enviado na quinta-feira para reguladores norte-americanos.

A 3M não pôde ser encontrada de imediato para comentar.

A Venezuela tem sido um lugar difícil para se fazer negócios para grandes companhias norte-americanas por causa da inflação anual em 64 por cento, da receita com petróleo em queda e da moeda instável.

A Ford no mês passado culpou os planos da Venezuela de desvalorização da moeda como um dos motivos para remover as operações no país de seus relatórios financeiros.

(Por Tim McLaughlin)