Governo dos EUA pressiona por acordo em portos na Costa Oeste

sábado, 14 de fevereiro de 2015 19:04 BRST
 

SÃO FRANCISCO (Reuters) - O secretário do Trabalho dos Estados Unidos, Tom Perez, irá viajar para a Califórnia para ajudar a intermediar um acordo entre as companhias marítimas e os estivadores em uma disputa que levou ao fechamento parcial de portos ao longo da Costa Oeste americana, informou a Casa Branca, neste sábado.

O movimento feito pela administração Obama aconteceu depois que carregadores prometeram impedir o carregamento e descarregamento de mercadoria dos contêineres dos navios na segunda-feira nos 29 portos, barrando um acordo que está em negociação com o sindicato dos estivadores.

O impacto da disputa atingiu a cadeia de abastecimento comercial dos Estados Unidos, retardando a entrega de uma grande gama de produtos, desde produtos agrícolas, utensílios domésticos e vestuário.

"As negociações a respeito do funcionamento dos portos da Costa Oeste têm acontecido há meses, com a administração encorajando as partes a resolverem as suas diferenças", declarou Eric Schultz, porta-voz da Casa Branca.

"Além da preocupação com as consequências econômicas se a questão demorar mais, o presidente mandou o secretário do Trabalho, Tom Perez, viajar para a Califórnia para se encontrar com as duas partes e, assim, motivá-las a resolver a disputa rapidamente na mesa de negociação."

"Perez tem estado em contato com as partes e irá manter o presidente atualizado sobre o assunto", disse ele.

Na sexta-feira, os negociadores do sindicato que representa 20 mil estivadores espalhados pelos portos e o agente de negociação da Associação Marítima do Pacífico, concordaram com a participação de um mediador federal. Os dois lados realizaram uma sessão de negociação na quinta-feira que marcou seu primeiro encontro pessoalmente em quase uma semana.

(Reportagem de Jeff Mason, em São Francisco, e Alex Dobuzinskis, em Los Angeles)