IED na China cresce em janeiro no maior ritmo em quase 4 anos

segunda-feira, 16 de fevereiro de 2015 13:27 BRST
 

Por Jenny Su e Kevin Yao

PEQUIM (Reuters) - O investimento estrangeiro direto (IED) na China cresceu em janeiro no maior ritmo em quase quatro anos, avançando 29,4 por cento frente a um ano antes, para 13,9 bilhões de dólares, com investidores evitando em grande parte a debilitada indústria manufatureira e focando no resiliente setor de serviços.

Analistas, contudo, alertaram que os indicadores econômicos de janeiro devem ser lidos com cautela quando isolados, dadas as fortes distorções sazonais causadas pelo calendário dos feriados do Ano Novo Lunar, que no ano passado começou em 31 de janeiro, mas neste tem início apenas em 19 de fevereiro.

Em relação a dezembro, o IED avançou 4,5 por cento, de acordo com o Ministério do Comércio. Em termos de valores, o montante de janeiro foi o maior desde junho de 2014.

O investimentos estrangeiro direto é uma importante medida da saúde da economia mundial e também um bom indicador de onde o capital está fluindo dentro do país.

Em janeiro, o IED no setor de serviços somou 9,2 bilhões de dólares, uma alta de 45,1 por cento em relação a janeiro de 2014, respondendo por uma fatia de 66 por cento do total do investimento estrangeiro direto.