Ministro das Finanças da Grécia diz estar disposto a assinar acordo diferente

segunda-feira, 16 de fevereiro de 2015 19:40 BRST
 

BRUXELAS (Reuters) - O ministro das Finanças da Grécia, Yanis Varoufakis, disse nesta segunda-feira que estava preparado para aceitar um acordo com credores que daria a Atenas quatro a seis meses de crédito adicional em troca de postergar algumas políticas orçamentárias importantes.

Ele disse que a Comissão Europeia havia apresentado a sugestão antes da reunião desta segunda-feira com ministros das Finanças da zona do euro, mas ela foi substituída por uma proposta orçamentária diferente - do presidente do Eurogrupo, Jeroen Dijsselbloem - com a qual ele não podia concordar porque obrigava Atenas a estender o atual pacote de resgate.

A proposta de Dijsselbloem era "altamente problemática", afirmou.

"Estávamos nos oferecendo para efetivamente não implementarmos nosso programa por um período de seis meses e tudo que recebemos em troca era uma promessa nebulosa de alguma flexibilidade que não foi especificada", disse Varoufakis a jornalistas.

"Sob essas circunstâncias, mostrou-se impossível para o governo grego, apesar de nossa disposição infinita, assinar o comunicado. Então, as discussões continuam".