Governo grego não aceitará ultimato mas acredita que acordo é possível

terça-feira, 17 de fevereiro de 2015 10:48 BRST
 

ATENAS (Reuters) - O governo grego acredita que um acordo com seus parceiros europeus continua sendo "totalmente factível", mas não aceitará ultimatos, disse na terça-feira uma autoridade do país, um dia depois do fracasso nas conversações entre os dois lados do programa de resgate.

O governo está reiterando sua objeção em cooperar de perto com os parceiros europeus sobre questões de política, como pensões e direitos trabalhistas, e rejeita uma extensão ou complemento do atual programa de resgate, disse a autoridade.

As conversações para solucionar a crise da dívida grega fracassaram na segunda-feira quando Atenas rejeitou como "inaceitável" uma proposta para requerer uma extensão de seis meses de seu pacote internacional de resgate.

(Reportagem de Renee Maltezou)

 
Bandeiras da Grécia e da UE em frente a um prédio, em Atenas. 17/02/2015 REUTERS/Alkis Konstantinidis