Grécia confirma que entregará pedido de extensão de empréstimo nesta 4ª

quarta-feira, 18 de fevereiro de 2015 08:35 BRST
 

ATENAS (Reuters) - O governo da Grécia confirmou que vai pedir nesta quarta-feira uma extensão de seu acordo de empréstimo com a zona do euro, o que não equivale a solicitar a prorrogação do programa de resgate como um todo, porém enfrenta forte oposição da Alemanha.

O novo governo se recusa a buscar uma extensão do programa de resgate da UE/FMI, que vence em 28 de fevereiro, devido às exigências de austeridade, mas deseja renegociar a dívida da Grécia separadamente.

O porta-voz do governo Gabriel Sakellaridis frisou que o pedido englobará apenas a questão da dívida.

"Vamos esperar hoje pelo pedido de uma extensão do contrato de empréstimo a ser entregue pelo ministro das Finanças (Yanis) Varoufakis", disse ele à Antenna TV quando questionado se um esboço inicial rejeitado na reunião desta semana de ministros das Finanças da zona do euro formaria a base da proposta.

"Ainda estamos deliberando para encontrar terreno comum. Queremos acreditar que estamos num bom caminho. Estamos indo à mesa para encontrar uma solução".

Uma fonte próxima ao governo disse nesta terça-feira que a Grécia pediria uma extensão de até seis meses do acordo de empréstimos sob condições a serem negociadas.

No entanto, a proposta teve uma recepção inicial fria. O ministro alemão das Finanças, Wolfgang Schaeuble, dispensou o esforço grego na terça-feira, dizendo à emissora ZDF: "Não é sobre estender um programa de crédito, mas sobre se este programa de resgate será cumprido, sim ou não".

Questionado sobre o que o governo grego fará se a Alemanha não recuar de sua posição, Sakellaridis disse: "O governo espera que não se chegue a este ponto e está trabalhando para... que não se encontre novamente em situação similar à última (reunião) do Eurogrupo".

(Reportagem de George Georgiopoulos e Angeliki Koutantou)