Reguladores devem apertar investigação da oferta da GE pela Alstom, dizem fontes

quarta-feira, 18 de fevereiro de 2015 15:35 BRST
 

BRUXELAS (Reuters) - A oferta de 12,4 bilhões de euros (14,08 bilhões de dólares) da General Electric pelo negócio de equipamentos de energia da Alstom deve enfrentar uma investigação em grande escala de reguladores antitruste da União Europeia, três pessoas familiarizadas com o assunto disseram nesta quarta-feira.

A decisão da Comissão Europeia sugere que o regulador da UE está preocupado que o negócio reduza a concorrência, situação que pode requerer compensações.

"Há grande possibilidade de a Comissão Europeia abrir uma fase dois da investigação, embora não haja decisão final ainda", disse uma das fontes, que não quis ser identificada devido à sensibilidade da questão.

Outra fonte disse que as empresas não fizeram concessões à autoridade da concorrência da UE.

O porta-voz da Comissão Ricardo Cardoso não quis comentar. O grupo industrial francês Alstom não pôde ser imediatamente contatado para comentar o assunto. A GE disse que estava cooperando com a Comissão.

A GE tem um histórico conturbado com a Comissão. A aquisição planejada da gigante norte-americana Honeywell foi esmagada pelo regulador da UE em 2001, apesar da luz verde do regulador dos EUA.

A autoridade da concorrência da UE deve anunciar o inquérito na próxima semana. A Alstom, cujos ativos de geração respondem por mais de dois terços de sua receita, quer se focar na produção de trens, após a queda nas encomendas na unidade de turbinas de energia atingir o fluxo de caixa e o rating de crédito.

(Reportagem de Foo Yun Chee)

 
13/06/2014. REUTERS/Vincent Kessler