Ibovespa fecha acima dos 51 mil pts na volta do Carnaval em dia de vencimentos

quarta-feira, 18 de fevereiro de 2015 18:17 BRST
 

Por Paula Arend Laier

SÃO PAULO (Reuters) - A Bovespa teve a terceira alta seguida nesta Quarta-feira de Cinzas e seu principal índice acima dos 51 mil pontos pela primeira vez em mais de dois meses, em sessão marcada por vencimentos do Ibovespa e ajustes aos recibos de ações em Nova York, na véspera.

No exterior, as praças acionárias na Europa e Estados Unidos não mostraram rumo comum, com expectativas pelas negociações entre Grécia e seus credores sobre o resgate ao país que expira no fim deste mês.

No fechamento, o Federal Reserve divulgou a ata da sua última reunião de política monetária, adicionando volatilidade em Wall Street, e respingando um pouco na Bovespa.

Ainda assim, o principal índice da bolsa paulista encerrou em alta de 1,27 por cento, a 51.280 pontos. O giro financeiro da sessão somou 16,5 bilhões de reais, incluindo o adicional do vencimento de opções sobre o índice.

Além do ajuste de ações ao desempenho dos ADRs (recibos de ações negociados nos EUA) na véspera, e dos vencimentos do Ibovespa (opções e contrato futuro), o gerente de renda variável da Fator Corretora, Frederico Lukaisus, citou a participação do ministro da Fazenda, Joaquim Levy, em evento nos Estados Unidos.

"A atitude de Levy tentando passar o maior comprometimento possível com as metas estipuladas também ajudou um pouco, embora o dia não teve nada de muito novo", ponderou o profissional.

Em Nova York, Levy afirmou que o país está deixando as medidas anticíclicas para trás e que a política monetária vai se tornar mais restritiva "mais cedo ou mais tarde". Disse também que está confiante na economia brasileira, apesar de compreender os temores dos investidores.

Do noticiário corporativo, Usiminas reportou geração de caixa medida pelo lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda) ajustado de 301,8 milhões de reais no trimestre, queda de 41 por cento sobre um ano antes. Ainda assim, a ação subiu 4,17 por cento.   Continuação...