Protesto volta a interromper fluxo de caminhões na BR-163 em Mato Grosso

quinta-feira, 19 de fevereiro de 2015 10:27 BRST
 

SÃO PAULO (Reuters) - Manifestantes bloqueavam desde o início da manhã desta quinta-feira o tráfego de veículos de carga em três pontos da BR-163, principal rodovia de escoamento de grãos de Mato Grosso, informou a concessionária Rota do Oeste.

Os protestos, organizados por caminhoneiros e empresários do setor de transportes, começaram na quarta-feira, contra os altos custos do diesel e as margens apertadas nos fretes na região.

O tráfego de caminhões está interditado desde por volta das 8h da manhã (horário local) em Nova Mutum, Lucas do Rio Verde e Sorriso, três importantes polos de produção agrícola que estão em plena fase de colheita da safra de soja.

"Não há registro de congestionamento até agora", disse a Rota do Oeste, em nota.

Os organizadores dos bloqueios já haviam informado que as interrupções ocorreriam entre 8h às 11h e das 13h às 19h nesta quinta sem afetar o fluxo de carros de passeio, ônibus e veículos de emergência.

Eles prometem também bloquear o fluxo de caminhões sem pausas a partir de sexta-feira caso não consigam diálogo com o governo estadual para uma redução nas alíquotas de ICMS cobrado no diesel, além de um balizamento nos fretes praticados, com fixação de preços mínimos.

A Secretaria da Fazenda de Mato Grosso afirmou na quarta-feira que realiza um estudo técnico sobre o setor de combustível, que "não pode ser feito da noite para o dia, pois causaria um grande impacto nas contas do Estado", mas que há espaço para discussão.

(Por Gustavo Bonato)