México mantém defesa de livre comércio de veículos com Brasil

quinta-feira, 19 de fevereiro de 2015 17:16 BRST
 

CIDADE DO MÉXICO (Reuters) - O México vê como fundamental regressar ao livre comércio de veículos com o Brasil em março, como foi acertado por ambos os países por ocasião de uma renegociação dos termos de um acordo automotivo que limitou por três anos as importações recíprocas de veículos leves.

Segundo o subsecretário de governo do México, Francisco de Rosenzweig, uma missão do governo mexicano deve se reunir na sexta-feira com autoridades do Brasil para iniciar a renegociação do acordo automotivo. O Brasil quer manter o sistema de cotas de veículos livres de imposto de importação de 35 por cento.

"Para nós é fundamental regressar ao livre comércio em março, como havia sido acordado", disse Rosenzweig nesta quinta-feira em entrevista à Reuters, evitando comentar sobre a posição que o Brasil teria manifestado.

Na semana passada, o ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Armando Monteiro, disse em Washington que o Brasil quer renegociar o acordo automotivo, em vez de regressar ao sistema de livre comércio a partir de março.

(Por Ana Isabel Martínez)