Dilma: "malfeitos" investigados na Lava Jato foram feitos por funcionários, não empresas

sexta-feira, 20 de fevereiro de 2015 10:10 BRST
 

BRASÍLIA (Reuters) - A presidente Dilma Rousseff procurou nesta sexta-feira isentar as empresas dos "malfeitos" investigados pela operação Lava Jato, da Polícia Federal, dizendo que eles foram cometidos por funcionários.

A presidente citou especificamente a Petrobras. Para Dilma, a empresa não pode ser tratada como se tivesse cometido irregularidades, que foram praticadas por funcionários seus.

(Reportagem de Jeferson Ribeiro)