20 de Fevereiro de 2015 / às 19:14 / 3 anos atrás

Dólar sobe ante real por preocupação com Grécia, apesar de sinais positivos

SÃO PAULO (Reuters) - O dólar fechou em alta ante o real nesta sexta-feira, com investidores adotando uma postura mais defensiva durante a reunião dos ministros das Finanças da zona do euro, que pode dar fim ao impasse entre a Grécia e seus credores europeus.

O esboço de acordo no Eurogrupo chegou a animar o mercado mas não foi o suficiente para inverter o movimento do câmbio. Segundo operadores, o mercado só se acomodará quando ouvir uma solução definitiva para os problemas de Atenas.

A moeda norte-americana avançou 0,46 por cento, a 2,8788 reais na venda, após chegar a 2,8858 reais na máxima da sessão. Segundo dados da BM&F, o giro financeiro ficou em torno de 1,1 bilhão de dólares.

Na semana, mais curta por causa do carnaval, a moeda norte-americana subiu 1,68 por cento ante o real.

"O mercado vai demorar para comprar a ideia de que está tudo bem na Europa. Depois de tanta novela, os investidores ficaram céticos", disse o superintendente de câmbio da corretora Intercam, Jaime Ferreira.

Nas últimas semanas, o câmbio vem sendo pressionado pela possibilidade de a Grécia deixar a zona do euro devido aos desentendimentos sobre seu programa de resgate concedido pela troika da União Europeia, Banco Central Europeu (BCE) e Fundo Monetário Internacional (FMI).

Se essa perspectiva se concretizasse, golpearia novamente a cambaleante recuperação econômica global, diminuindo o apetite dos investidores por ativos de maior risco, como o real.

Na quinta-feira, Atenas entrou oficialmente com um pedido de extensão do seu programa de resgate, mas a Alemanha recusou a solicitação, alegando que a proposta não representa uma solução "substancial". O Eurogrupo reúne-se novamente no início da tarde desta sexta-feira para tentar chegar a um acordo.

Na última hora dos negócios, autoridades afirmaram que ministros da zona do euro e Atenas concordaram em um esboço de acordo, que pode pavimentar o caminho para a extensão do programa de resgate de Atenas.

A moeda brasileira também vem sendo pressionada pela deterioração dos fundamentos macroeconômicos do país, que tem alimentado algumas preocupações com a possibilidade de o Brasil perder seu grau de investimento. Neste ano até a véspera, a divisa dos EUA acumulou alta de quase 8 por cento ante o real.

Nesta manhã, o Banco Central brasileiro deu continuidade às intervenções diárias vendendo a oferta total de até 2 mil swaps cambiais, que equivalem a venda futura de dólares. Foram vendidos 1 mil contratos para 1º de dezembro de 2015 e 1 mil para 1º de fevereiro de 2016, com volume correspondente a 98,1 milhões de dólares.

O BC também vendeu a oferta integral de até 13 mil swaps para rolagem dos contratos que vencem em 2 de março, equivalentes a 10,438 bilhões de dólares. Ao todo, a autoridade monetária já rolou cerca de 72 por cento do lote total.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below