Premiê grego declara vitória com Grécia evitando colapso financeiro

sábado, 21 de fevereiro de 2015 14:12 BRST
 

ATENAS/BRUXELAS (Reuters) - O primeiro-ministro grego, Alexis Tsipras, declarou vitória neste sábado após aprovação no último minuto de um acordo de resgate financeiro sob condições com a Europa, apesar das grandes concessões que terão que ser feitas para evitar o colapso financeiro nos próximos dias.

Com a sua liderança de esquerda ridicularizada pelos conservadores alemães, Tsipras insistiu desafiadoramente que o acordo de sexta-feira cancela compromissos de austeridade realizados com credores internacionais pelo governo conservador anterior.

"Ontem demos um passo decisivo, deixando a austeridade, os resgates e a troika para trás", disse Tsipras.

"Vencemos uma batalha, não a guerra. As dificuldades, as reais dificuldades... estão à frente."

A Grécia e os ministros das Finanças da zona do euro chegaram a um acordo na sexta-feira por uma extensão de quatro meses do programa de resgate grego, disseram autoridades.

O governo de esquerda da Grécia insistiu neste sábado que evitou ser "estrangulado" pela zona do euro, que concordou em princípio em estender o acordo de socorro financeiro com o país, enquanto poupadores nervosos retiravam grandes somas dos bancos gregos.

Atenas disse que o acordo fechado no fim da sexta-feira em Bruxelas deve acalmar os gregos que temem que controles de capital pudessem ser impostos como um prelúdio para a saída do país do euro.

Contudo, alguns eleitores questionaram o que os novos líderes conseguiram em semanas de negociações com a linha-dura da zona do euro, liderada pela Alemanha.

O Parlamento alemão deve aprovar uma extensão do financiamento da zona do euro à Grécia, se Atenas apresentar uma lista de reformas prometidas, disse um aliado sênior da chanceler alemã, Angela Merkel, a um jornal.   Continuação...