BC do Japão sofre pressão de alguns membros que questionam meta de inflação

segunda-feira, 23 de fevereiro de 2015 08:19 BRT
 

Por Stanley White

TÓQUIO (Reuters) - Três integrantes do conselho de política do banco central japonês expressaram dúvidas de que a autoridade monetária pode alcançar sua meta de inflação devido a uma desaceleração nos preços e à queda do petróleo, apontando falhas na estratégia do Bando do Japão de desencadear crescimento sustentável.

Um dos três membros disse que mesmo que o iene esteja fraco, a inflação anual excluindo alimentos e energia está apenas ligeiramente acima de zero, segundo ata da reunião de janeiro de política monetária do banco central publicada nesta segunda-feira.

Outro dos três integrantes disse que o colapso no preço do petróleo desde o ano passado desacelerou o ímpeto inflacionário.

Muitos no conselho do banco central do Japão, formado por nove pessoas, disseram que a meta de inflação de 2 por cento pode ser atingida presumindo-se um aumento gradual nos preços do petróleo. No entanto, caso os preços do petróleo permaneçam baixos, mais autoridades podem começar a questionar abertamente a estrutura de política do banco central.

O banco central japonês manteve a política monetária na reunião de janeiro e ampliou um programa que visa encorajar bancos a impulsionar empréstimos.

Muitos economistas vêem o cronograma de 2015 do banco central japonês para atingir sua meta de inflação como muito ambicioso.