Daimler espera que vendas de caminhões cresçam ao menos 5% em 2015

segunda-feira, 23 de fevereiro de 2015 11:16 BRT
 

STUTTGART (Reuters) - A Daimler (DAIGn.DE: Cotações) espera que as vendas de caminhões cresçam ao menos 5 por cento para mais de 500 mil unidades neste ano e para 700 mil veículos até 2020 devido à demanda crescente nos Estados Unidos, ajudando a compensar uma queda em mercados como o Brasil, disse o chefe de caminhões, Wolfgang Bernhard, nesta segunda-feira.

Neste ano, a companhia também visa aumentar significativamente o lucro antes de juros e impostos ante os 2,07 bilhões de euros (2,34 bilhões de dólares) registrados no ano passado, devido à ampliação da rede de vendas e do compartilhamento de componentes entre marcas de caminhões.

"Queremos vender significativamente mais que 500 mil", disse Bernhard, acrescentando que isso equivale a crescimento de 5 por cento ou mais, ante o ano passado, graças à demanda maior na Indonésia, Índia e EUA.

A Daimler disse que o quarto trimestre fiscal começou bem, com aumento das vendas de 45 por cento.

A Daimler Trucks investirá 2,4 bilhões de euros (2,72 bilhões de dólares) em pesquisa e desenvolvimento e outros 2,2 bilhões de euros em fábricas e imóveis até 2016 para ampliar sua rede de concessionárias na Ásia e em desenvolver uma linha de produtos para mercados emergentes.

"As montadoras de caminhão estão na infância do desenvolvimento de uma estratégia de plataforma", disse Bernhard, explicando que componentes de motores, cabines, eletrônicos e chassis incluindo freios podem ser compartilhados mais eficientemente entre as marcas Mercedes, Freightliner, Western Star, FUSO e Auman.

O compartilhamento de componentes ajudará a Daimler a economizar dinheiro num momento em que as vendas em certos mercados como a Rússia caíram 30 por cento no ano passado.