Bloqueios prejudicam transporte de cargas e agronegócio em vários Estados

segunda-feira, 23 de fevereiro de 2015 13:22 BRT
 

Por Gustavo Bonato

SINOP, Mato Grosso (Reuters) - Os protestos promovidos por transportadores e caminhoneiros contra os baixos preços de frete e os custos com combustíveis prejudicam o transporte de cargas e o escoamento de produtos do agronegócio em diversos Estados brasileiros nesta segunda-feira.

Na Fernão Dias (BR-381), principal ligação entre Belo Horizonte e São Paulo, há pelo menos quatro pontos com bloqueios em Minas e longas filas de caminhões, segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF) e a concessionária da rodovia.

Já os bloqueios na BR-163, principal rodovia de Mato Grosso, maior produtor brasileiro de grãos, entraram no sexto dia nesta segunda-feira, com interrupções em cinco trechos, preocupando agricultores do norte do Estado, que temem ficar sem diesel para as máquinas que realizam a colheita de soja.

Desde o início da manhã há interrupções para o trânsito de caminhões na BR-163 em Cuiabá, Rondonópolis, Nova Mutum, Lucas do Rio Verde e Sorriso, com formação de filas de três quilômetros em alguns pontos, informou a concessionária Rota do Oeste.

Também há registros de paralisações em estradas federais no Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Goiás, Mato Grosso do Sul e Paraná, segundo a PRF.

REFLEXOS PARA O AGRONEGÓCIO

Produtores de aves e suínos estão enfrentando dificuldades no abastecimento de insumos e liberação de cargas perecíveis em meio aos vários piquetes armados por frentes sindicais de caminhoneiros, disse nesta segunda-feira a Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA).   Continuação...

 
Caminhões parados na BR-163, em Lucas do Rio Verde, em foto de arquivo. 26/09/2012 REUTERS/Nacho Doce