Airbus avalia aumentar produção de A320 a 50 por mês a partir de 2017, diz fonte

terça-feira, 24 de fevereiro de 2015 11:49 BRT
 

PARIS (Reuters) - A fabricante europeia de aviões Airbus (AIR.PA: Cotações) está conversando com fornecedores sobre a possibilidade de elevar a produção de sua popular linha A320 para 50 jatos por mês já a partir de 2017, estreitando uma diferença com a rival Boeing (BA.N: Cotações), disse uma fonte sênior da indústria nesta terça-feira.

A Airbus pediu a fornecedores que estejam prontos para se ajustarem à produção de 48 aeronaves por mês durante 2016, subindo para 50 por mês em 2017, disse a fonte, que pediu para não ser identificada.

A elevação vai esticar uma meta existente que prevê 46 jatos por mês até o segundo trimestre de 2016, alta ante a taxa de produção atual de 42. Pode haver um atraso entre o cronograma de fornecedores e a produção de aeronaves.

Nenhuma decisão final foi tomada ainda, e continua não sendo claro, após um debate interno na Airbus sobre o momento de aumentos de produção, se a companhia vai anunciar novos níveis junto aos seus resultados de 2014 na sexta-feira.

Um porta-voz da Airbus não quis comentar.

O presidente-executivo da divisão de jatos da Airbus, Fabrice Bregier, declarou no mês passado que a cadeia de fornecimento é "estável" num sinal de potenciais aumentos de produção, mas reconheceu que há discordâncias entre as equipes de vendas e de produção sobre quando dar o próximo passo.

Ele prometeu uma decisão até junho.

Outra fonte do setor disse que não é uma questão de "se", mas sim de "quando" a Airbus vai aumentar a produção, apesar de alertas crescentes de analistas de que o ciclo aeroespacial comercial atingiu seu pico.

(Por Tim Hepher)