Ações europeias sobem após lista de reformas da Grécia; índices FTSE 100 e DAX têm recorde

terça-feira, 24 de fevereiro de 2015 15:39 BRT
 

Por Blaise Robinson

PARIS (Reuters) - As bolsas europeias saltaram nesta terça-feira, com os índices acionários britânico FTSE 100 e alemão DAX atingindo máximas históricas, após a chair do Federal Reserve, Janet Yellen, dizer que ainda deve demorar vários meses para que o banco central norte-americano eleve os juros.

Papéis gregos figuraram entre as maiores altas após Atenas entregar uma lista de reformas econômicas à zona do euro, parte da exigência feita para o país a assegurar uma extensão de quatro meses de seu resgate financeiro.

O índice FTSEurofirst 300, que reúne as principais ações do continente, subiu 0,53 por cento, a 1.543 pontos.

Os papéis de National Bank of Greece, Alpha Bank, Bank of Piraeus e Eurobank dispararam entre 16 e 20 por cento. Apesar da recuperação recente, o setor bancário grego continua próximo do nível em que era negociado antes da vitória do partido antiausteridade Syriza nas eleições do mês passado.

O setor ainda acumula queda de 50 por cento desde fevereiro de 2014, reduzindo o valor de mercado combinado dos quatro maiores bancos gregos a 18,5 bilhões de euros (20,9 bilhões de dólares), cerca de um quinto do valor do espanhol Banco Santander, maior banco da zona do euro.

Em uma sutil mudança de ênfase que ajuda a preparar o terreno para a primeira alta de juros do Fed desde 2006, Yellen disse que o comitê de política monetária do banco central dos Estados Unidos vai considerar dar início ao aperto monetário "de reunião para reunião". Ela acrescentou que o aumento do juro não deve acontecer nas próximas duas reuniões, pelo menos.

"Foi uma mensagem reconfortante de Yellen. O Fed vai esperar antes de começar a elevar os juros, dada a inflação baixa (nos EUA)", disse o operador Pierre Martin, do Saxo Bank.

Em LONDRES, o índice Financial Times avançou 0,54 por cento, a 6.949 pontos.   Continuação...

 
24/02/2015. REUTERS/Stringer/Remote