Ações da Petrobras despencam após Moody's rebaixar nota da empresa para "junk"

quarta-feira, 25 de fevereiro de 2015 10:21 BRT
 

SÃO PAULO (Reuters) - As ações da Petrobras abriram em forte queda nesta quarta-feira, após a agência de classificação de risco Moody's cortar os ratings da empresa para grau especulativo por conta das investigações sobre corrupção e pressões de liquidez.

O rating da dívida em moeda estrangeira foi rebaixado em dois degraus, passando de Baa3, que é a última nota da escala da Moody's considerada grau de investimento, para Ba2. Além disso, a Moody's manteve a classificação da estatal em revisão para novo rebaixamento.

Às 10h15, as ações preferenciais da Petrobras caíam 6,5 por cento e as ordinárias recuavam 6 por cento, enquanto o Ibovespa perdia 1,3 por cento.

A Moody's foi a primeira das três grandes agências de risco a cortar o rating da Petrobras para o nível junk. Fitch e Standard & Poor's avaliam a estatal atualmente como BBB-, no piso do nível de grau de investimento.

Mas a Fitch colocou essa classificação em observação negativa, o que significa que um rebaixamento é possível nos próximos meses.

Um segundo corte para junk pode ter um impacto significativo sobre títulos e ações da Petrobras, uma vez que muitos gestores de fundos só podem investir em empresas que são classificadas como grau de investimento por pelo menos duas agências de risco.

(Por Paula Arend Laier)

 
Logotipo da Petrobras visto em refinaria em Cubatão. 24/02/2015 REUTERS/Paulo Whitaker