Soja cai em Chicago por expectativa de fim de protestos dos caminhoneiros no Brasil

quarta-feira, 25 de fevereiro de 2015 16:07 BRT
 

CHICAGO (Reuters) - Os contratos futuros da soja negociados na bolsa de Chicago (CBOT) operavam em baixa nesta quarta-feira por expectativa de que os protestos de caminhoneiros no Brasil poderão ser encerrados.

Funcionários do governo brasileiro reuniram-se com os caminhoneiros na quarta-feira para buscar um fim dos protestos, que provocaram uma crescente escassez de combustíveis em várias regiões, interromperam a colheita de uma safra recorde de soja e também afetaram o transporte de mercadorias.

A ministra da Agricultura, Kátia Abreu, disse nesta quarta-feira que os representantes dos caminhoneiros estão "flexíveis" nas negociações com o governo e que acredita no sucesso das conversas para o fim dos protestos nas rodovias, que entraram nesta quarta-feira no seu oitavo dia.[nL1N0VZ2BE]

Por volta das 16h (horário de Brasília), o contrato março da soja SH5 caía mais de 1 por cento, a 10,04 dólares por bushel.

(Reportagem de Julie Ingwersen)