Nasdaq retoma alta, mas S&P 500 e Dow Jones caem por energia

quinta-feira, 26 de fevereiro de 2015 19:35 BRT
 

Por Caroline Valetkevitch

NOVA YORK (Reuters) - O índice Nasdaq retomou o seu avanço recente nesta quinta-feira, repercutindo notícias de acordos no setor de tecnologia, enquanto os índices Dow Jones e o S&P 500 caíram com as ações de energia acompanhando a queda dos preços do petróleo.

O movimento do dia colocou o Nasdaq a apenas 12 pontos da marca de 5.000 pontos, que atingiu pela última vez em março de 2000, quando também chegou ao seu maior patamar históricos, de 5.132 pontos, no auge do frenesi com as empresas de Internet. O Dow Jones interrompeu uma sequência de dois dias de fechamento em patamares recordes.

O índice Dow Jones recuou 0,06 por cento, a 18.214 pontos, enquanto o S&P 500 teve queda de 0,15 por cento, a 2.110 pontos. O índice de tecnologia Nasdaq subiu 0,42 por cento, a 4.987 pontos.

As ações da Avago Technologies, que subiram 14,7 por cento, para 129,25 dólares, contribuíram fortemente para o desempenho do Nasdaq e evitaram uma queda maior do S&P 500. A empresa fechou um acordo para adquirir a Emulex por 8 dólares por ação. Os papéis da Emulex subiram 24,7 por cento, para 7,93 dólares.

Depois de um início de ano fraco, o mercado acionário se recuperou fortemente em fevereiro. Tanto o Dow Jones como o S&P 500 caminham para fechar o mês com o melhor desempenho mensal desde outubro de 2011, enquanto o Nasdaq está embalado para ter seu melhor mês desde janeiro de 2012.

"Depois de um janeiro e início de fevereiro difíceis, os resultados corporativos revigoraram o rali", disse o estrategista-chefe da Bolton Global Asset Management, Bruce Zaro. "Consumo e cuidados com a saúde realmente surpreenderam os investidores".

As ações de energia lideraram as quedas do S&P 500 e do Dow Jones, com o índice de energia do S&P 500 recuando 1,8 por cento, ao acompanhar a queda de 5,5 por cento do preço do petróleo nos EUA, para 48,17 dólares o barril.

As ações da Apple subiram 1,3 por cento, para 130,41 dólares. A Apple enviou convites para um evento de 9 de março, cerca de um mês antes do tão esperado lançamento do novo Apple Watch.

Os dados econômicos foram mistos. Em janeiro, os preços ao consumidor dos EUA tiveram a maior queda desde 2008, conforme os preços da gasolina recuaram, enquanto os novos pedidos de auxílio-desemprego subiram na semana passada e as encomendas de bens duráveis ​​subiram em janeiro.