Produtividade da soja em Mato Grosso pode ficar abaixo do esperado, diz Agroconsult

sexta-feira, 27 de fevereiro de 2015 10:35 BRT
 

Por Gustavo Bonato

VILA RICA, Mato Grosso (Reuters) - A safra de soja de Mato Grosso deverá ser ligeiramente menor que a esperada inicialmente, disseram técnicos da consultoria Agroconsult, que encerram nesta sexta-feira uma série de avaliações em lavouras do Estado, principal produtor de grãos do país.

"Os números não estão fechados, mas o viés é de baixa suave", disse o analista Marcos Rubin, citando efeitos do período de seca registrado em diversas regiões de Mato Grosso entre o final de dezembro e meados de janeiro.

Equipes da expedição técnica Rally da Safra, organizada pela consultoria, percorreram todas as regiões de Mato Grosso desde o início de fevereiro, terminando os trabalhos na região nordeste do Estado nesta sexta. As amostras e entrevistas com produtores feitas esta semana foram acompanhadas pela reportagem da Reuters.

"Esse veranico (período de seca) foi pontual, não foi generalizado, mas vai afetar a média geral da nossa região. Tem locais excepcionais, mas tem áreas muito ruins", disse Renato da Rosa, que planta soja e presta assistência técnica para produtores na região do município de Canarana.

Em uma previsão feita antes do início do Rally, a Agroconsult projetava a produtividade média de Mato Grosso em 52 sacas por hectare.

A empresa elevou na quinta-feira sua estimativa para a safra brasileira 2014/15 em cerca de 800 mil toneladas, para 94,7 milhões.

A projeção, no entanto, ainda não incluiu uma revisão na produtividade de Mato Grosso, uma vez que os dados coletados nos últimos dias ainda precisam ser tabulados.

Cada saca a menos na média de produtividade de Mato Grosso pode representar, aproximadamente, 500 mil sacas a menos na safra total do país, explicou Rubin.   Continuação...

 
Plantação de soja em Primavera do Leste, em Mato Grosso. 07/02/2013 REUTERS/Paulo Whitaker