Banco britânico Lloyds pagará primeiro dividendo desde resgate

sexta-feira, 27 de fevereiro de 2015 09:39 BRT
 

LONDRES (Reuters) - O Lloyds Banking Group vai pagar seu primeiro dividendo em mais de seis anos após divulgar uma alta no lucro e melhoras em sua base de capital, um marco na recuperação do banco após ter sido resgatado durante a crise financeira.

O banco, que foi resgatado ao custo de 20 bilhões de libras (30,9 bilhões de dólares) para os contribuintes britânicos, disse que pagará um dividendo de 0,75 pence para o ano fiscal de 2014.

O presidente-executivo, Antonio Horta-Osorio, disse que o Lloyds, que oferecia um dos dividendos mais altos na Grã-Bretanha antes da crise de 2007-2009, tem intenção de pagar ao menos metade de seu lucro sustentável no médio prazo.

O Lloyds divulgou um lucro recorrente de 7,8 bilhões de libras, ante 6,2 bilhões de libras no ano anterior e acima de expectativas do mercado de 7,5 bilhões de libras.

O banco disse que seu índice de capital nível 1, importante medida de sua força financeira, cresceu em 2,5 pontos percentuais para 12,8 por cento.

"Os resultados de hoje são outro grande marco na recuperação da economia da Grã-Bretanha da grande recessão e dos resgates de bancos", disse o ministro britânico das Finanças, George Osborne.

O governo receberá um dividendo de 130 milhões de libras, que segundo Osborne serão usados para reduzir a dívida nacional. O país já levantou quase 8 bilhões de libras com a venda de ações do banco, reduzindo sua fatia para menos de 24 por cento.

O Lloyds teve lucro líquido de 1,8 bilhão de libras, porém alocou mais 700 milhões de libras para indenizar consumidores vítimas de venda enganosa de seguros de empréstimos, levando o montante total para o escândalo de consumidor mais caro da Grã-Bretanha para mais de 12 bilhões de libras, o maior de qualquer banco.

(Por Matt Scuffham)