Bovespa fecha fevereiro com alta acumulada de 10%, maior ganho mensal em 3 anos

sexta-feira, 27 de fevereiro de 2015 18:18 BRT
 

Por Paula Arend Laier

SÃO PAULO (Reuters) - A Bovespa fechou a sexta-feira em queda, após um pregão volátil marcado por repercussão de novas medidas fiscais, mas não impediu que o principal índice da bolsa tivesse em fevereiro o maior ganho mensal em três anos.

O Ibovespa encerrou em queda de 0,34 por cento, a 51.583 pontos, com investidores recebendo bem os sinais de comprometimento do governo com o ajuste fiscal, mas também colocando no preço potenciais efeitos nos resultados das empresas do fim de alguns incentivos fiscais. Na semana, o principal índice da bolsa paulista acumulou alta de 0,67 por cento.

Em fevereiro, o Ibovespa subiu 9,97 por cento, no maior ganho mensal desde janeiro de 2012, acumulando no ano ganho de 3,15 por cento.

O Diário Oficial da União trouxe nesta sexta-fera a elevação das alíquotas de Contribuição Previdenciária das empresas sobre receita bruta, o que na prática reduz a desoneração da folha de pagamentos. Na véspera, por decreto, o governo limitou os gastos dos órgãos federais com custeio e investimentos.

À tarde, foi publicado em uma edição extra do DOU decreto reduzindo a alíquota do programa de incentivo às exportações Reintegra para 1 por cento em 2015 e 2016, 2 por cento em 2017, voltando a 3 por cento em 2018, confirmando informação publicada mais cedo pela Reuters.

O ministro da Fazenda, Joaquim Levy, disse nesta sexta-feira que as mudanças na desoneração da folha de pagamento e no Reintegra vão gerar uma receita de 14,6 bilhões de reais ao governo neste ano.

"Hoje, o principal problema do país e das empresas é a falta de perspectiva de crescimento devido à falta de credibilidade e aos desarranjos. Se arruma o fiscal, tudo clareia", afirmou o gestor Joaquim Kokudai, sócio na JPP Capital Gestão de Recursos.

Vários papéis na Bovespa, contudo, acabaram sucumbindo na parte da tarde à pressão vendedora em razão de potenciais efeitos da elevação das alíquotas na folha de pagamento, o que acabou revertendo o viés positivo da primeira etapa do dia.   Continuação...