Bolsas dos EUA fecham em baixa após dados econômicos, mas registram forte alta no mês

sexta-feira, 27 de fevereiro de 2015 19:21 BRT
 

Por Caroline Valetkevitch

NOVA YORK (Reuters) - O S&P 500 fechou fevereiro com seu melhor ganho mensal desde outubro de 2011, mas os índices acionários dos Estados Unidos fecharam em baixa nesta sexta-feira com a economia norte-americana desacelerando num ritmo mais rápido do que o inicialmente previsto no quarto trimestre.

O Dow Jones caiu 0,45 por cento, para 18.132 pontos; o S&P 500 fechou em baixa de 0,3 por cento, para 2.104 pontos, e o termômetro do setor de tecnologia Nasdaq caiu 0,49 por cento, para 4.963 pontos.

No mês, o Dow encerrou em alta de 5,6 por cento, enquanto o S&P 500 se valorizou 5,5 por cento e o Nasdaq teve alta de 7,1 por cento, melhor desempenho mensal do índice desde janeiro de 2012. A performance do índice de tecnologia o deixou perto da marca de 5.000 pontos e de marcas recordes estabelecidas em março de 2000.

Um relatório econômico mostrou que uma métrica da atividade empresarial no Meio-Oeste do país caiu para sua menor leitura desde julho de 2009 em fevereiro.

"Começamos com os dados do PIB, que não impressionou. Isso talvez tenha estabelecido o tom para o mercado de que isso não entusiasmava", disse Mark Luschini, chefe de estratégia de investimento da Janney Montgomery Scott, na Filadélfia.

As ações da Apple registraram queda de 1,5 por cento, para 128,46 dólares, o que pesou sobre o Nasdaq e o S&P 500. Os investidores podem ter decidido embolsar lucros antes da empresa anunciar seu modelo de relógio em 9 de março, disse Kim Forrest, analista do Fort Pitt Capital Group, em Pittsburgh.

Entre outros destaques de queda, os papéis da J.C. Penney perderam 6,8 por cento, para 8,50 dólares, depois de a varejista anunciar um surpreendente prejuízo trimestral e prever uma pequena melhora em suas margens para este ano.