Wall Street sobe; Nasdaq atinge maior patamar desde 2000

segunda-feira, 2 de março de 2015 19:14 BRT
 

Por Sinead Carew

NOVA YORK (Reuters) - O Nasdaq fechou nesta segunda-feira acima dos 5.000 pontos pela primeira vez desde a bolha da Internet, em 2000, enquanto o S&P 500 e o Dow Jones atingiram pontuações recordes no fechamento após dados econômicos indicarem uma economia norte-americana acelerando lentamente.

O índice Dow Jones subiu 0,86 por cento, a 18.288 pontos, enquanto o S&P 500 teve ganho de 0,61 por cento, a 2.117 pontos. O índice de tecnologia Nasdaq subiu 0,9 por cento, a 5.008 pontos.

Depois de oscilar durante grande parte do dia, o Nasdaq ganhou força no final da tarde para terminar firmemente acima do marco alcançado pela última vez em 27 de março de 2000, marcando apenas a terceira vez que o índice fechou acima de 5.000 pontos.

"Você tem uma compensação totalmente diferente de ações. Lucros e receitas reais estão impulsionando o Nasdaq agora", disse o diretor-gerente da Evercore ISI Douglas DePietro. "Qualquer coisa com um site passou a 100 dólares à época".

O índice foi impulsionado nesta segunda-feira por ações das fabricantes de chips NXP Semiconductors NV, Intel Corp, bem como da fabricante de equipamentos de rede Cisco Systems Inc, após dois anúncios de grandes negócios.

As ações da NXP subiram 17,3 por cento, para 99,56 dólares, depois que a empresa concordou em comprar concorrente Freescale Semiconductor Ltd para criar uma empresa avaliada em 40 bilhões de dólares. Os papéis da Freescale subiram 11,8 por cento, para 40,36 dólares.

A Hewlett-Packard Co disse que iria comprar a fabricante de equipamentos de Wi-Fi Aruba Networks Inc para cerca de 2,7 bilhões de dólares, o maior negócio para a HP desde 2011. As ações da rival Cisco subiram 2,3 ​​por cento, para 30,19 dólares.

"Daqui para o resto da semana, você pode ver uma pequena pausa porque as pessoas estão esperando a divulgação de dados econômicos sexta-feira, porque isso pode dar uma indicação do que o Fed (Federal Reserve) vai fazer com as taxas de juros", disse DePietro.   Continuação...