Via Varejo reformula lojas Ponto Frio de olho em consumidor mais sofisticado

terça-feira, 3 de março de 2015 16:34 BRT
 

RIO DE JANEIRO (Reuters) - A Via Varejo iniciou a reformulação de algumas lojas Ponto Frio com o objetivo de atingir consumidores mais sofisticados no segmento de móveis, em projeto no qual já investiu 3,2 milhões de reais, em meio a um cenário de desaceleração econômica e menor confiança do consumidor.

O objetivo da marca é acompanhar a evolução do perfil do cliente do Ponto Frio nos últimos anos, que teve avanço da renda e passou a seguir tendências de decoração.

"Não temos a intenção de abandonar os clientes que aqui nos trouxeram", disse em entrevista o diretor comercial de móveis da Via Varejo, André Caio. "Mas queremos atender também clientes que por ventura deixamos de atender porque deixamos de ter opções de móveis... Isso não significa vender mais caro, mas ter mais opções", declarou.

O projeto de revitalização prevê criar ambientes decorados nas lojas do Ponto Frio. A Casas Bahia, do mesmo grupo, já tem sete lojas nesse perfil, e a primeira do Ponto Frio foi inaugurada esta semana no shopping Nova América, zona norte do Rio de Janeiro. Até o momento, o projeto lançado em novembro teve investimentos de 3,2 milhões de reais.

A estratégia é adotada em meio a uma redução do Índice de Confiança do Consumidor (ICC), que renovou a mínima histórica em fevereiro ao recuar 4,9 por cento sobre o mês anterior, para 85,4 pontos, indicando que a economia deve continuar enfrentando dificuldades para se recuperar. [nEMN45GEOS]

Sobre a estratégia de incluir produtos mais caros no portfolio em um momento de desaceleração econômica, a Via Varejo informou que seu planejamento é de longo prazo.

"Além da expansão orgânica (previsão de abertura de 70 lojas em 2015), estamos realizando trabalho consistente para ganhos de eficiência operacional, redução de despesas e aumento da rentabilidade, além de projetos para atender aos novos anseios do consumidor", disse a empresa em comunicado.

A melhora do desempenho operacional ajudou a impulsionar o lucro da Via Varejo no quarto trimestre em bases ajustadas, com ganhos de eficiência compensando o modesto avanço de vendas no período. O lucro líquido ajustado cresceu 40,7 por cento sobre um ano antes, a 371 milhões de reais. [nL1N0VM23Q]

Para o projeto de revitalização de móveis, a empresa realizou estudos com os consumidores para identificar preferências. "Em torno de 30 por cento dos produtos terão cara nova. Produtos que até então não se via no Ponto Frio", disse Caio.   Continuação...