PMI de serviços do HSBC para a China sobe a 52,0 com alta de encomendas

quarta-feira, 4 de março de 2015 07:46 BRT
 

PEQUIM (Reuters) - A atividade no setor de serviços da China cresceu de forma modesta em fevereiro uma vez que as novas encomendas aumentaram no ritmo mais rápido em três meses, mostrou a pesquisa Índice de Gerentes de Compras (PMI, na sigla em inglês) do HSBC/Markit poucos dias depois de o banco central cortar a taxa de juros para estimular a economia.

O PMI do HSBC/Markit subiu a 52,0 no mês passado contra 51,8 em janeiro e permaneceu acima da marca de 50 que separa contração de crescimento.

O subíndice de novas encomendas avançou a 52,2 em fevereiro ante 51,2 em janeiro.

"A alta sólida em novas encomendas sugere que o crescimento da atividade pode acelerar nos meses à frente, uma vez que as empresas continuaram ampliar o número de funcionários em meio um cenário positivo de negócios", disse a economista do Markit Annabel Fiddes.

Pesquisa oficial mostrou no domingo que o crescimento no setor de serviços acelerou a 53,9 no mês passado sobre 53,7 em janeiro, o que a Agência Nacional de Estatísticas atribuiu em parte a fortes gastos durante o Feriado do Ano Novo Lunar.

(Reportagem de Judy Hua e Pete Sweeney)