Índice europeu fecha perto de máximas com ajuda de montadoras

quarta-feira, 4 de março de 2015 15:11 BRT
 

Por Atul Prakash

LONDRES (Reuters) - O principal índice europeu de ações ampliou a alta no fim do pregão desta quarta-feira e fechou pouco abaixo de máximas em vários anos, com papéis ligados a exportações ganhando força após o euro cair à mínima em 11 anos e meio contra o dólar depois de dados sobre o setor de serviços dos Estados Unidos.

O índice FTSEurofirst 300, que reúne as principais ações europeias, fechou com alta de 0,76 por cento, aos 1.557 pontos, perto da máxima em sete anos de 1.567 pontos.

O dólar fortaleceu-se depois que o Instituto de Gestão de Fornecimento (ISM, na sigla em inglês) informou que seu índice de serviços subiu para 56,9 em fevereiro contra 56,5 esperados em pesquisa da Reuters. A moeda norte-americana também ganhou força contra o euro antes do início do programa de "quantitative easing" pelo Banco Central Europeu (BCE).

"Os mercados europeus receberam um impulso adicional do relatório de serviços dos EUA, que foi encorajador. Em geral um número econômico bom dos EUA é favorável para o dólar e a fraqueza do euro resultante está ajudando a elevar as ações de montadoras europeias, que são particularmente sensíveis a movimentos cambiais", disse o diretor de estratégia de ações do HSBC Robert Parkes.

O índice de automóveis e autopeças do STOXX Europe 600 subiu 1,8 por cento, maior alta entre os setores, ajudando o índice STOXX 600 a avançar 0,8 por cento

O STOXX 600 subiu 14 por cento até agora em 2015, início mais forte de ano desde que o índice foi criado no final de 1986 e melhor performance em todas as classes de ativos.

Em LONDRES, o índice Financial Times avançou 0,44 por cento, a 6.919 pontos.

Em FRANKFURT, o índice DAX subiu 0,98 por cento, a 11.390 pontos.   Continuação...