Suzano diz que vai iniciar produção de celulose tipo fluff

quarta-feira, 4 de março de 2015 20:46 BRT
 

SÃO PAULO (Reuters) - A Suzano Papel e Celulose está investindo 30 milhões de reais para iniciar a produção de celulose tipo fluff, usada em fraldas e absorventes, com a meta de fabricar 100 mil toneladas anuais do insumo a partir de dezembro, anunciou nesta quarta-feira, após divulgar seus números do quarto trimestre.

O presidente-executivo da companhia, Walter Schalka, disse que o investimento está sendo feito em uma máquina flex em sua unidade na cidade de Suzano (SP), de modo que a empresa deve reduzir a produção de papel para imprimir e escrever com o objetivo de produzir o novo tipo de celulose.

As vendas de papel da companhia recuaram 1,4 por cento no quarto trimestre frente ao mesmo período do ano anterior, e a demanda nacional por papéis em 2014 ficou estável na comparação com 2013.

Segunda maior fabricante mundial de celulose de eucalipto, a Suzano pretende produzir a celulose tipo fluff a partir da celulose fibra curta, que já fabrica em suas unidades, em vez da tradicional fibra longa.

"Fizemos muitos testes e estamos absolutamente seguros de que o mercado vai absorver esse volume com tranquilidade, pois estamos desenvolvendo maiores percentuais de reposição (pelo mercado) de fibra longa por fibra curta e tem tido excelente qualidade", disse Schalka a jornalistas.

O executivo declarou que atualmente não existe produção de fluff no mercado nacional, mas a produtora de papéis rival Klabin também pretende produzir celulose desse tipo em novo projeto no Paraná, o Projeto Puma, com início previsto para março de 2016.

A Suzano anunciou ainda nesta quarta-feira que fechou um grande contrato de aquisição de madeira para a compra de 8 milhões de metros cúbicos da matéria-prima de 2015 a 2024.

AUMENTOS DE PREÇO   Continuação...