China pretende alcançar crescimento econômico de 7% em 2015, diz premiê

quarta-feira, 4 de março de 2015 21:40 BRT
 

PEQUIM (Reuters) - A China pretende crescer cerca de 7 por cento em 2015 e manter a inflação ao consumidor em cerca de 3 por cento, disse o primeiro-ministro, Li Keqiang, no discurso que fará na quinta-feira na abertura da reunião anual do Parlamento, o Congresso Nacional do Povo.

A meta de crescimento anual é menor do que o objetivo de 7,5 por cento em 2014, o que reflete a proposta do governo de buscar um avanço mais lento, porém de maior qualidade, depois de três décadas de expansão vertiginosa.

Pressionada pelo mercado imobiliário, o excesso de capacidade industrial e a redução nos investimentos do governo, a economia chinesa cresceu 7,4 por cento em 2014, sua expansão mais lenta em 24 anos.

Li afirmou que a China terá um déficit orçamentário de 2,3 por cento do Produto Interno Bruto (PIB) em 2015.

(Reportagem de Kevin Yao, Koh Gui Qing, Judy Hua, Kathy Chen e Dominique Patton)

 
Trabalhador da construção em Yiliang, na província de Yunnan, na China. 28/02/2015 REUTERS/Stringer