China atingirá meta de crescimento em 2015 apesar de obstáculos, diz autoridade

quinta-feira, 5 de março de 2015 08:32 BRT
 

PEQUIM (Reuters) - O crescimento econômico da China em 2015 atingirá a meta oficial de cerca de 7 por cento, apesar de a economia enfrentar obstáculos, disse o ministro do Departamento de Pesquisa do Conselho de Estado, Ning Jizhe, nesta quinta-feira.

"A recuperação global é frágil e a taxa de crescimento potencial da China está mudando depois de 30 anos de crescimento rápido", disse Ning numa coletiva de imprensa. "Estamos totalmente confiantes sobre atingir (a meta) com apoio de muitas medidas de abertura e reformas".

O primeiro-ministro, Li Keqiang, entregou o relatório de trabalho do governo, delineando a meta de crescimento econômico deste ano e outros planos, na abertura da reunião parlamentar anual do país nesta quinta-feira. Ning, como chefe do departamento de pesquisa do cabinete, esteve envolvido na produção do esboço do relatório.

"É possível e necessário atingir a meta", disse Ning. A China também tem que garantir um crescimento econômico de maior qualidade e assegurar a criação de empregos, acrescentou ele. "Se pudermos assegurar qualidade e eficiência, é melhor ter crescimento maior".

O governo vai acelerar reformas de preços para alcançar a meta de inflação deste ano de cerca de 3 por cento, disse Ning.

Alguns analistas acreditam que a meta de inflação é alta demais dada a pressão deflacionária. Os preços ao consumidor subiram a uma taxa anual de 2 por cento em 2014, muito abaixo da meta de 3,5 por cento do governo.

"Os preços chineses são muito afetados por mudanças nos preços globais de commodities, que estão além de nosso controle", disse Ning.

(Por Kevin Yao)