Consumidores e comércio ajudam a acelerar expansão da zona do euro no 4º tri

sexta-feira, 6 de março de 2015 10:20 BRT
 

BRUXELAS (Reuters) - Os gastos dos consumidores, investimentos e o comércio garantiram a aceleração da economia da zona do euro no quarto trimestre, com a queda dos estoque sendo o único peso real sobre o crescimento, mostraram nesta sexta-feira dados da agência de estatísticas europeia, Eurostat.

A Eurostat confirmou sua estimativa anterior de que a economia dos 18 países que compartilham o euro expandiu 0,3 por cento na comparação trimestral e 0,9 por cento na base anual, após crescimento trimestral de 0,2 por cento no terceiro trimestre e de 0,1 por cento no segundo.

A agência informou que a demanda das famílias acrescentou 0,2 ponto percentual ao resultado geral trimestral; a formação bruta de capital fixo adicionou 0,1 ponto, e o comércio, mais 0,2 ponto.

A contribuição dos gastos do governo foi zero, enquanto as mudanças dos estoques tiraram 0,2 ponto do resultado final.

Maior economia da zona do euro, a Alemanha cresceu 0,7 por cento na comparação trimestral, enquanto a França, segunda maior, desacelerou para uma expansão de 0,1 por cento ante 0,3 por cento nos três meses anteriores.

(Reportagem de Philip Blenkinsop)

 
Logo do euro em frente ao prédio do Banco Central Europeu em Frankfurt. 26/10/2014 REUTERS/Ralph Orlowski