Queda nos preços do café arábica é desconectada dos fundamentos, diz Illy

sexta-feira, 6 de março de 2015 13:11 BRT
 

LONDRES (Reuters) - A queda dos preços do café arábica para uma mínima de 13 meses esta semana na bolsa de Nova York foi resultado mais de fluxos financeiros do que de fundamentos de mercado, disse nesta sexta-feira o presidente-executivo da fabricante italiana de café illycaffe.

"O declínio dos preços foi motivado por fundamentos financeiros --o fortalecimento do dólar e a realocação de dinheiro do mercado de commodities para os mercados de ações", disse Andrea Illy em uma entrevista à Reuters.

"Isso cria uma situação complexa, difícil de decifrar", acrescentou ele, no intervalo de um encontro da Organização Internacional do Café (OIC).

Ele não quis projetar uma tendência para os preços do arábica.

Mais cedo, o diretor de operações da OIC, Maurício Galindo, disse acreditar que os preços deverão subir nos próximos meses devido à expectativa de um déficit no mercado global.

O segundo contrato do arábica na bolsa ICE Futures caiu para uma mínima de 13 meses, a 1,288 dólar por libra-peso na terça-feira, depois que chuvas no Brasil reduziram os temores de problemas nos cafezais, que enfrentaram forte estresse hídrico nos últimos meses.

Um enfraquecimento do real ante o dólar acelerou as vendas por parte dos produtores brasileiros que buscam garantir a rentabilidade na moeda local ante os preços denominados em dólar.

(Por David Brough)