China quer encerrar negociações sobre acordo de livre-comércio asiático até dezembro

sábado, 7 de março de 2015 13:38 BRT
 

PEQUIM (Reuters) - A China espera encerrar as conversações para a criação de um bloco de livre-comércio asiático que abrangeria 28 por cento da economia mundial até o final deste ano, disse no sábado o ministro do Comércio chinês.

Gao Hucheng disse durante intervalo da sessão anual do Parlamento que a China trabalhará duro para amarrar as negociações para o acordo de Parceria Econômica Regional Ampla (RCEP, na sigla em inglês) antes do final deste ano.

O bloco, que inclui os 10 países da Asean mais China, Índia, Japão, Coreia do Sul, Austrália e Nova Zelândia, é um acordo comercial apoiado por Pequim que tem ganhado proeminência como uma alternativa aos planos comerciais dos Estados Unidos.

A Asean, ou Associação das Nações do Sudeste Asiático, é formada por Vietnã, Tailândia, Cingapura, Filipinas, Malásia, Mianmar, Laos, Indónesia, Camboja e Brunei.

Os EUA tem liderado negociações em um outro acordo comercial, a Parceria Transpacífico (TPP, na sigla em inglês), que envolve 12 países, mas não inclui a China.

(Reportagem de Koh Gui Qing e Pete Sweeney)