Tempo está correndo para revisão de resgate grego, diz Coeure do BCE

domingo, 8 de março de 2015 11:53 BRT
 

ATENAS (Reuters) - O Banco Central Europeu está ansioso para trabalhar com a Grécia para completar a revisão de seu resgate, mas o tempo está correndo, disse o membro do Conselho Executivo do BCE Benoit Coeure a um jornal cipriota neste domingo.

A Grécia e seus parceiros da zona do euro fizeram um acordo no mês passado para estender o programa de resgate por quatro meses. Com pouco dinheiro, o país tem até abril para detalhar as reformas que irá implementar e concluir com sucesso a revisão do resgate antes de receber mais ajuda.

"As autoridades (gregas) se comprometeram a cooperar totalmente com as três instituições (o Banco Central Europeu, a Comissão Europeia e o Fundo Monetário Internacional) para permitir uma conclusão mais rápida e bem sucedida da revisão", disse Coeure em entrevista ao jornal Politis.

"Estamos ansiosos para trabalhar com as autoridades gregas. O tempo é curto", disse ele.

Coeure disse que, uma vez concluída a revisão, um arranjo subsequente será discutido com os ministros de Finanças da zona do euro se as autoridades gregas quiserem.

"Mas primeiro e mais importante é a responsabilidade do governo grego de criar crescimento e recuperar a independência financeira", disse.

Excluída dos mercados internacionais e com a ajuda internacional congelada por conta de um cenário de queda de receitas de impostos, a Grécia está ficando sem dinheiro.

O BCE também interrompeu no mês passado os empréstimos normais aos bancos gregos ao se recusar a aceitar os títulos de baixa classificação do governo grego como garantia, adicionando mais pressão sobre os credores domésticos, que foram forçados a buscar assistência de liquidez de emergência (ELA) do banco central do país.

Ecoando os comentários do presidente do BCE, Mario Draghi, na quinta-feira, Coeure disse que o banco central da zona do euro vai retomar os empréstimos normais para os bancos gregos quando verificar que a revisão do programa grego foi concluída com êxito com base no resultado da discussão do país com seus credores.

(Por Angeliki Koutantou)