S&P diz que ratings de elétricas não são afetados por reajuste de tarifas

segunda-feira, 9 de março de 2015 15:03 BRT
 

SÃO PAULO (Reuters) - A agência de classificação de risco Standard & Poor's afirmou nesta segunda-feira que a alta média de 23,4 por cento nas tarifas de 58 distribuidoras de eletricidade do Brasil não tem impacto imediato nos ratings de 18 destas empresas.

"O reajuste ajudará na recuperação do desempenho financeiro do setor de energia brasileiro, que enfrentou dificuldades em 2013 e 2014", afirmou a S&P em comunicado à imprensa.

A agência disse esperar que as distribuidoras arrecadem mais de 20 bilhões de reais em 2015 por meio do mecanismo de bandeiras tarifárias.

Segundo a S&P, o reajuste extraordinário aprovado em 27 de fevereiro e em vigor desde 2 de março e as bandeiras tarifárias "melhorarão as finanças das distribuidoras, uma vez que devem refletir seus custos efetivos de eletricidade".

Porém, a agência ressalvou que a seca severa e persistente continuará representando um risco ao setor elétrico nacional e que um eventual racionamento de energia prejudicará o fluxo de caixa das companhias ao reduzir a demanda.

(Por Alberto Alerigi Jr., edição de Luciana Bruno)