Rio Tinto vê minas de minério fechando a ritmo menor em 2015

terça-feira, 10 de março de 2015 08:56 BRT
 

PERTH, Austrália (Reuters) - A mineradora global Rio Tinto espera que cerca de 85 milhões de toneladas de capacidade de minério de ferro sejam retiradas do mercado mundial em 2015 devido a uma queda nos preços que tornou muito custoso produzir o minério, depois de estimadas 125 milhões de toneladas no ano passado.

As minas chinesas - entre as menos eficientes globalmente - vão absorver a maior parte das perdas, segundo o chefe de minério de ferro da Rio Tinto, Andrew Harding. No entanto, parte disso será compensado pelo provável início de operação neste ano da mina Roy Hill na Austrália.

"Estimamos que por volta de 85 milhões de toneladas de produção existente sairão do mercado em 2015", disse Harding em uma conferência em Perth nesta terça-feira. "Isso virá da China como também de fornecedoras por via marítima".

A resistência de mineradoras chinesas com custos mais altos a desistir tem sido responsabilidade pela Rio Tinto e pelas rivais BHP Billiton e Vale pelo colapso nos preços do minério de ferro.

Analistas dizem que as grandes mineradoras têm aumentado ativamente a produção para pressionar produtores menores com custos mais altos.

Eles dizem que o montante de tonelagem que ainda deixará o mercado pode aumentar em mais 50 milhões a 80 milhões de toneladas conforme siderúrgicas evitam minério de qualidade mais baixa produzido em países como Irã, Malásia e México.

(Por James Regan)