Petrobras diz que não foi informada por controlador sobre intenção de mudar conselho

terça-feira, 10 de março de 2015 21:46 BRT
 

RIO DE JANEIRO (Reuters) - A Petrobras informou nesta terça-feira que até o momento não foi informada pelo acionista controlador, o governo, sobre a intenção de alteração na composição de seu Conselho de Administração, após notícia de que o presidente da mineradora Vale poderia assumir a presidência do colegiado.

A declaração ocorreu após pedidos de esclarecimentos da Comissão de Valores Mobiliários (CVM), por conta de reportagem da Agência Estado que afirma que o presidente da Vale, Murilo Ferreira, teria sido indicado para substituir o ex-ministro Guido Mantega na presidência do conselho da estatal.

Procurada pela reportagem da Reuters nesta terça-feira, a Vale não comentou o assunto.

Atualmente, sete dos dez membros do Conselho de Administração da Petrobras foram indicados ou apoiados pelo acionista controlador, disse a empresa no documento enviado à CVM.

"A legislação admite a possibilidade de Administradores de sociedades por ações renunciarem a seus cargos a qualquer momento. No caso de vacância do cargo de Conselheiro, o substituto será nomeado pelos Conselheiros remanescentes e servirá até a primeira Assembleia Geral de Acionistas", disse a Petrobras, acrescentando que fatos relevantes sobre o tema serão oportunamente comunicados.

O conselho da estatal vai se tornar mais profissional nos próximos meses, com membros respeitados pelo mercado para substituir políticos, disse o advogado Luiz Navarro, mais novo integrante do colegiado à Reuters na segunda-feira.

(Reportagem de Juliana Schincariol)

 
Sede da Petrobras no Rio de Janeiro. 02/02/2015 REUTERS/Sergio Moraes